6 mins read

O que escrever sobre obesidade infantil?

O que falar sobre a obesidade?

A obesidade é uma doença crônica grave que apresenta como principal característica o acúmulo exagerado de gordura corporal, responsável por comprometer a saúde do indivíduo. Esse acúmulo pode ser resultado, por exemplo, de um consumo excessivo de calorias e/ou falta de exercícios físicos.

Como fazer uma introdução sobre obesidade?

A obesidade é definida pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como um acúmulo anormal ou excessivo de gordura corporal que pode atingir graus capazes de afectar a saúde. O Índice de Massa Corporal (IMC) é uma razão simples entre o peso e a altura que é frequentemente usada para classificar a obesidade em adultos.

Porque é importante falar sobre obesidade infantil?

O excesso de peso pode provocar o surgimento de vários problemas de saúde como diabetes, problemas cardíacos e a má formação do esqueleto. Cerca de 15% das crianças e 8% dos adolescentes sofrem de problemas de obesidade, e oito em cada dez adolescentes continuam obesos na fase adulta.
Em cache

O que é obesidade infantil redação?

Ao ser abordada em uma redação, obesidade infantil permite que sejam discutidas as causas da obesidade, como sedentarismo e alimentação inadequada, os impactos na saúde física e psicológica das crianças e as medidas preventivas, como incentivo à atividade física e educação alimentar.

O que é obesidade texto pequeno?

A obesidade é o acúmulo de gordura no corpo causado quase sempre por um consumo de energia na alimentação, superior àquela usada pelo organismo para sua manutenção e realização das atividades do dia-a-dia. Ou seja: a ingestão alimentar é maior que o gasto energético correspondente.

Como fazer uma conclusão sobre obesidade?

A obesidade aumenta o risco para o desenvolvimento de diversas doenças, tanto físicas como psicológicas, com impacto na qualidade de vida. É importante controlar o peso e combater a obesidade, mas a estratégia mais simples e mais eficaz é não deixar que o excesso de peso se instale.

O que provoca a obesidade infantil?

A obesidade infantil é resultado de uma série complexa de fatores genéticos, comportamentais, que atuam em vários contextos: familiar, escolar, social. Fatores que podem ocorrer ainda na gestação podem influenciar, como a nutrição inadequada da mãe e o excesso de peso.

O que podemos fazer para evitar a obesidade infantil?

Prevenir a obesidade infantil reflete em uma reeducação alimentar da família toda. Preparar as refeições em casa, ter uma variedade de frutas, legumes e outros alimentos in natura, evitar o excesso de gorduras, açúcar, comidas industrializadas e fast foods é um bom caminho para uma alimentação mais saudável.

O que falar sobre obesidade no Brasil?

Obesidade no Brasil Segundo os dados da pesquisa de 2018 da Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (VIGITEL), do Ministério da Saúde, a obesidade atinge 19,8% dos brasileiros, enquanto que 55,7% da população tem excesso de peso, principalmente entre 18 e 24 anos.

Qual a justificativa da obesidade?

A obesidade é uma doença de solução aparentemente fácil, pois é causada por um desequilíbrio entre a ingestão de alimentos e o consumo energético.

O que pode ser feito para evitar a obesidade infantil?

Prevenir a obesidade infantil reflete em uma reeducação alimentar da família toda. Preparar as refeições em casa, ter uma variedade de frutas, legumes e outros alimentos in natura, evitar o excesso de gorduras, açúcar, comidas industrializadas e fast foods é um bom caminho para uma alimentação mais saudável.

O que deve ser feito para evitar a obesidade?

Confira dicas para prevenir e combater a obesidade:

  1. Tenha uma alimentação saudável, baseada em alimentos in natura.
  2. Pratique atividades físicas.
  3. Controle o consumo em excesso de sal e açúcar.
  4. Beba pelo menos dois litros de água diariamente.
  5. Tenha um sono adequado.
  6. Monitore a pressão arterial regularmente.

Quais são os riscos da obesidade infantil?

A obesidade infantil, se não prevenida, pode vir a causar sérias doenças no adolescente e na vida adulta como hipertensão arterial, doenças cardiovasculares, diabetes, colesterol alto e deformações na coluna vertebral e na estrutura óssea.

Quais são as causas e consequências da obesidade infantil?

O seu desenvolvimento ocorre, na grande maioria dos casos, pela associação de fatores genéticos, ambientais e comportamentais. O excesso de peso na infância pode provocar o surgimento de vários problemas de saúde como diabetes, hipertensão arterial, problemas cardíacos e alterações esqueléticas e de postura.

O que pode causar obesidade infantil?

A obesidade pode ainda desencadear problemas psicológicos, uma vez que muitas crianças acima do peso sofrem com bullying e com dificuldade de aceitação da própria imagem. Sendo assim, a obesidade pode causar depressão, isolamento social e baixa autoestima.

O que fazer para evitar ou diminuir a obesidade infantil?

Veja as principais formas de evitar a obesidade infantil:

  1. evitar precocemente alimentos sem suporte nutricional, como açúcares;
  2. estimular a prática física desde cedo, para que sejam realizadas de forma prazerosa;
  3. estimular hábitos saudáveis à mesa, sem a utilização de eletrônicos;
  4. respeitar a saciedade da criança;

O que fazer para acabar com a obesidade infantil?

“A obesidade Infantil está diretamente associada à alimentação inadequada. O desafio é incentivar o acesso à alimentação saudável com mais arroz e feijão, frutas e verduras; substituir ou evitar alimentos ultraprocessados. como achocolatados, refrigerantes e biscoitos recheados, entre outros.

Porque a obesidade que surge na infância e mais perigosa?

Crianças e adolescentes obesas são mais propensas a terem múltiplos fatores de risco cardiovascular, em comparação com aqueles sem obesidade. Já durante a infância, podem apresentar placas de gordura na parede das artérias (aterosclerose), que evolui de forma silenciosa durante a infância e adolescência.