5 mins read

Quem são os pais de Muidinga?

Como Muidinga perdeu a memória?

Na primeira história, o jovem Muidinga que perdeu a memória depois de comer uma mandioca brava é retirado de um campo de refugiados pelo velho Tuahir.
Em cache

Como Kindzu conheceu Farida?

Neste navio, Kindzu conheceu Farida, filha do Céu , que possuía uma irmã gêmea, da qual foi separada no nascimento, tendo em vista, que em sua terra, ter filhos gêmeos era considerado maldição. Abusada por um homem português (Romão Pinto) e deste ato de violência, ela teve um menino.

Como termina o livro Terra Sonâmbula?

No último caderno de Kindzu, ele narra o momento em que encontra um ônibus queimado e sente a morte. Chegou a ver um menino com seus cadernos na mão, o filho de Farida que ele tanto procurava: Gaspar. Assim, podemos concluir que Gaspar era, na verdade, o garoto que sofreu amnésia: Muidinga.
Em cacheSemelhantes

Qual o contexto de Terra Sonâmbula?

Contexto histórico

Terra Sonâmbula nos mostra a devastação causada por diversos conflitos armados ocorridos em Moçambique. De 1965 a 1975, houve uma guerra anticolonial, contra o domínio de Portugal e pela Independência do país.
Em cache

Por que o nome Mia Couto?

Mia Couto, pseudónimo de António Emílio Leite Couto (Beira, 5 de Julho de 1955), é um biólogo e escritor moçambicano. Mia nasceu e foi escolarizado na Beira. Adotou o nome porque tinha uma paixão por gatos e porque o seu irmão não sabia pronunciar o nome dele.

Onde se passa o livro Terra sonâmbula?

Moçambique

A história se passa em Moçambique, no violento período pós-independência. Após dez anos de luta para se libertar do domínio de Portugal (1965-75), o país enfrentou mais 16 anos de uma sangrenta guerra civil, entre 1976 e 1992, que matou cerca de um milhão de pessoas.

Quem é o autor do livro Terra sonâmbula?

Mia CoutoTerra Sonâmbula / Autor

É com essa poesia e violência que começa Terra Sonâmbula, primeiro romance do escritor moçambicano Mia Couto. Sentença de abertura que é o próprio resumo do livro, uma obra nascida dos escombros da guerra civil em Moçambique e da esperança de paz.

Quem é o narrador de Terra Sonâmbula?

terceira pessoa

A obra é autoria de Mia Couto, publicada em 1922, e se passa em território moçambicano. É narrado em primeira e terceira pessoa, sendo que o narrador-personagem é representado pelos cadernos de Kindzu, e o narrador-observador (por vezes onisciente) nos conta a história de Tuahir e Muidinga.

Onde Mia Couto mora atualmente?

Moçambique

O escritor e biólogo vive em Moçambique, é casado com Patrícia Couto e tem três filhos.

Qual é o país de origem de Mia Couto?

Mia Couto, pseudónimo de António Emílio Leite Couto ComSE (Beira, 5 de julho de 1955), é um escritor e biólogo moçambicano.

Quantas páginas tem o livro Terra sonâmbula?

Campo especificações adicionais

Autor Mia Couto
Edição 1
Número Páginas 208
Acabamento BROCHURA
Altura 21

Quando se passa Terra sonâmbula?

Tempo da obra Terra sonâmbula

O romance se passa em algum momento durante a guerra civil moçambicana, que durou de 1977 a 1992.

Qual a obra mais famosa de Mia Couto?

Terra Sonâmbula

Terra Sonâmbula – considerado por júri especial da Feira do Livro de Zimbabwe um dos doze melhores livros africanos do século XX e agora reeditado no Brasil pela Companhia das Letras – é um romance em abismo, escrito numa prosa poética que remete a Guimarães Rosa.

O que Mia Couto defende?

Mia Couto defende que mais importante do que a leitura é resgatar o prazer único de criar suas próprias histórias e ser outros. “Isso é anterior ao livro, que é a corporização desse desejo.

Quem é o narrador de Terra sonâmbula?

terceira pessoa

A obra é autoria de Mia Couto, publicada em 1922, e se passa em território moçambicano. É narrado em primeira e terceira pessoa, sendo que o narrador-personagem é representado pelos cadernos de Kindzu, e o narrador-observador (por vezes onisciente) nos conta a história de Tuahir e Muidinga.

Onde se passa Terra sonâmbula?

Moçambique

A história se passa em Moçambique, no violento período pós-independência. Após dez anos de luta para se libertar do domínio de Portugal (1965-75), o país enfrentou mais 16 anos de uma sangrenta guerra civil, entre 1976 e 1992, que matou cerca de um milhão de pessoas.